Tag: sustentabilidade

Marzipan, o gato amendoado

Falamos tanto no Franz Strüdel, mascote da Hy, mas a verdade é que o Marzipan que o é. Foi. Ele apareceu aqui na fábrica, provavelmente atraído pelo cheiro bom, e ganhou nossos corações.

Marzipan é um gato clarinho, amendoado e gostoso, como nossa trufa. Imediatamente nos apaixonamos, pois ele é um gatinho bebê, humilde, órfão; estava perdido e agora se achou. Não podíamos ficar com ele aqui – uma fábrica não pode ter um bichano em seu território.

O adotamos por dois dias, enquanto buscávamos para ele uma casa. E ele se foi. Assim como veio, agora já encontrou um lar. Marzipan vai ser feliz, ganhou cuidados médicos, vacina, banho, e agora está feliz na casa de sua nova dona, que, tenho certeza, o cuidará com todo cuidado.

Qual a relevância dele para nós? Toda. Trabalhamos com pessoas, para pessoas, e em uma fábrica de produtos sem ingredientes de origem animal. Trabalhamos para um mundo melhor, em que um docinho é possível, em que a sustentabilidade e o bem estar de todos é nosso foco.

Assim como Marzipan invadiu nossa história, muitas pessoas virão. E muitos doces. E espero que com esse conto bobo possamos ter um pouco de esperança no amanhã, que pode sempre ser melhor.

Que venha a folia e que possamos acreditar na alegria de uma vida de doçuras.

Record TV: Empresas investem em “lixo zero”

Felizes em mostrar o que fazemos para um mundo mais sustentável na Hy. Esperamos inspirar mais pessoas.🌱💚

Carnaval Sustentável? Temos!

Na última semana, montamos uma caixa de Carnaval Sustentável para fazer barulho. Enviamos a alguns jornalistas, amigos, nutricionistas e pessoas que julgamos interessadas nos mesmos propósitos que nós. Acompanhando a caixa, foi uma cartinha minha, que reproduzo abaixo, esperando inspirar mais pessoas.

“Olá, sou a Biba Retamozo, chef de confeitaria. Abri recentemente uma fábrica de doces orgânicos, gluten-free e plant-based, com sede em Porto Alegre, a Hy Organic Food. Nosso propósito é ajudar a mudar o mundo pela alimentação. Acredito que temos muito em comum, por isso te procuro.

Aqui na Hy, estamos sempre em busca de novos mixes de ingredientes e deliciosidades. Nossa missão é adoçar todos os paladares com sobremesas saudáveis. Faço e controlo todos os processos, com uma equipe totalmente girls power ! E como nossos pilares incluem, além do SABOR e da SAÚDE, a SUSTENTABILIDADE, e estamos em época de folia, te envio um KIT DE CARNAVAL SUSTENTÁVEL.

Nossa caixa contém:

  • GLITTER VEGANO, para que você possa se embelezar sem agredir o meio ambiente;
  • CONFETE e SERPENTINA elaborados com material reciclado, para uma bagunça responsável;
  • BLOQUINHO e CANETA para anotar o contato do crush – deixe o celular em casa!;
  • SAQUINHO DE TERRA e TAG DE PAPEL SEMENTE, para ressignificar o lixo que for produzido e transformá-lo em lindas margaridas;
  • DOCINHOS ENERGÉTICOS, para manter o corpo bem nutrido;
  • ECOBAG para carregar todos esses badulaques sem deixar de aproveitar a festa.

Esperamos que nos ajude a multiplicar essa mensagem, alimente-se bem nas festas e tome bastante água. Ah! Não se esqueça de destinar corretamente os resíduos dessa brincadeira à reciclagem. E aproveite, a vida é maravilhosa se pudermos brincar preocupados em deixar um mundo lindo para as próximas gerações. Porque esse é o verdadeiro sentido de tudo!

Sabor, saúde e sustentabilidade, nossos pilares. Health Yourself é Hy, a doce indulgência possível.”

A ação fez tanto sucesso que vários clientes vieram solicitar a compra do kit de Carnaval. Infelizmente, foi apenas uma brincadeira, e tenho certeza que cumpriu o seu papel: chamar atenção para uma folia responsável.

Pelo desenvolvimento sustentável

A Hy nasceu grande, porque se não é pra ser sustentável, nem me convida. Mas a sustentabilidade é um desafio. Segundo a Agenda 2030, elaborada em 2015 pelos países da Organização das Nações Unidas (ONU), são muitos os objetivos globais para o desenvolvimento sustentável. No senso comum, reciclar lixo é um começo, mas o buraco é mais embaixo: temos que lutar por segurança alimentar e água potável para todos; pela erradicação da pobreza; por saúde e qualidade de vida; educação e igualdade entre os sexos; investir em energias renováveis e acessíveis; promover trabalho digno e desenvolvimento econômico, reduzindo as desigualdades; incentivar hábitos de consumo responsáveis; agir contra a mudança global do clima, pela vida na água e na Terra; e, sobretudo, buscar paz, justiça e instituições eficazes.

Ufa! Resumindo, segundo a ONU, sustentabilidade é “o atendimento das necessidades das gerações atuais, sem comprometer a possibilidade de satisfação das necessidades das gerações futuras”. Dito isso, pensamos, como pequena empresa, como podemos nos encaixar nesse processo?

Começamos por aqui com passos de formiguinha: somos um grupo de mulheres que trabalham em sinergia para o nosso bem-estar – e de todos ao redor, famílias, fornecedores, clientes -, gerando um ciclo econômico justo e de valorização do trabalho – das indústrias, dos produtores rurais, das empresas com as quais trabalhamos. Utilizamos insumos orgânicos, colaborando para o desenvolvimento da agroecologia, temos salários justos e buscamos o crescimento em conjunto.

Além disso, primamos muito pela qualidade no ambiente de trabalho e segurança alimentar, afinal, um dia-a-dia leve e saudável permite uma maior qualidade de vida e dá ânimo para que possamos alcançar a mão a quem precisa. É tudo um ciclo. É trabalhar por Pessoas, Prosperidade, Paz, Parcerias e pelo Planeta.

Muito importante nesse processo é, sim, nossa pegada de consumo. Atualmente, apenas 2,5% dos resíduos gerados no Brasil são reciclados. Em Porto Alegre, a cidade encaminha os resíduos das casas e estabelecimentos comerciais para um aterro sanitário localizado a 120 km da capital. O envio diário de 1.500 toneladas de lixo custa mais de R$250 milhões de reais ao ano, sendo o terceiro maior custo da prefeitura da cidade. Além do impacto financeiro com o envio desses materiais para aterros, deixa-se de gerar renda e emprego no beneficiamento dos resíduos, além de uma vastidão de impactos ambientais.

Por isso temos o apoio da Arco – Ações para Reciclagem e Compostagem para treinamento de colaboradores, coleta regular e correta destinação dos resíduos, mensuração dos impactos positivos e comunicação externa desses indicadores. Fazemos por aqui nossa parte, separando o lixo seco do orgânico, destinando resíduos à compostagem, realizando a destinação correta de todo lixo e fomentando o mercado e cooperativas de reciclagem de uma forma responsável

Em 2019, com a coleta da ARCO, as 58 empresas parceiras da empresa evitaram que 345 toneladas de resíduos fossem enviadas a aterros sanitários. Em média, 90% do que foi coletado virou reciclagem ou compostagem. A Hy estava nascendo, mas já estávamos nesse projeto há mais de três anos. Esse resultado é INCRÍVEL, e temos muito orgulho de fazer parte dessa história.

Outra ação de formiguinha por aqui é evitar o desperdício de materiais, utilizar embalagens recicláveis e reutilizáveis e estimular o reaproveitamento de potinhos. Pode ser para colocar temperos, para plantar mudinhas – com nossas tags de papel semente, por exemplo -, o importante é não jogar aquele insumo que ainda pode ser aproveitado no lixo de forma irresponsável.

Muitas novidades ainda estão por vir, e contamos aqui para vocês cada passo rumo a um futuro melhor – para todos. Seguimos!

Dia de festa: um mês de Hy!

A Hy nasceu há tempos no meu coração, quando comecei a me encantar pelos orgânicos. Há anos venho buscando uma confeitaria fora da caixa, mas ainda operando dentro dela. A Maria Bolachinha, minha empresa anterior, trabalhava com doces tradicionais, personalizados, eventos mimosos e muito açúcar. Uma delícia!

Mas há um ano decidimos que era hora de tocar a fábrica como forma de padronizar a produção e também de crescer. A primeira ideia era industrializar doce de leite e derivados, doces com doce de leite – o produto mais vendido da Bolachita. Mas esbarramos na dificuldade de trabalhar com insumos de origem animal. Quer notícia melhor para quem ama a alimentação plant-based?

Daí caiu a ficha: tínhamos que entrar no furacão dos novos tempos. Foco na saúde, no vegetal, e por que não apostarmos também em retirar o glúten de tudo? Uma fábrica estéril, sonho de consumo. E assim nasceu nossa linha de sobremesas, que após muitos testes – era tudo muito novo pra mim, e não sou engenheira de alimentos (sou uma cozinheira jornalística) -, criamos nossa linha de doces.

E há exatamente um mês o sonho tomou forma, em um evento lindo, concebido com muito carinho com o apoio da Fê Pandolfi e equipe, a Conta Pra Mim Filmes, a Re-Paginada e a Petit Personalisé. Com direito a lanchinhos veganos da Chef Belle e as delícias da Casa Holtz. Um brunch redondinho, repleto de amigos, colegas de forno e fogão e jornalistas e nutris antenados, que estão na mesma sintonia que nós.

Esse post comemora um mês de muito aprendizado, muito network (a Eve Scherer e a Carol Martins têm nos ajudado bastante, só agradeço! e tenho orgulho de apoiarmos o projeto lindo Me Foca), e muito trabalho. Temos um estoque brilhando para ganhar o mundo, e estamos conquistando esse espaço dia a dia. A Luciane Arndt, nossa Coordenadora Comercial, passa os dias correndo atrás do nosso crescimento, levando amostras e conversando com nossos clientes. Fizemos o Natal e o Réveillon de várias pessoas, que confiaram em nossas delícias e espalham a notícia de que fazemos doces para todos, mesmo os chocólatras que mais amam açúcar.

Sabor, saúde e sustentabilidade são nossos guias, a cada dia temos um desafio a enfrentar. Todo ingrediente que entra vira doce, em sua totalidade. Todo lixo que produzimos é destinado da forma correta. É um trabalho e tanto! Mas o fazemos com amor – e muito estudo. Reforçamos aqui nosso compromisso com doces inclusivos, gostosos e o mais legal, conectados com a nova era. Seguimos!

[Fotos Lenara Petenuzzo]