Tag: reciclagem

Pelo desenvolvimento sustentável

A Hy nasceu grande, porque se não é pra ser sustentável, nem me convida. Mas a sustentabilidade é um desafio. Segundo a Agenda 2030, elaborada em 2015 pelos países da Organização das Nações Unidas (ONU), são muitos os objetivos globais para o desenvolvimento sustentável. No senso comum, reciclar lixo é um começo, mas o buraco é mais embaixo: temos que lutar por segurança alimentar e água potável para todos; pela erradicação da pobreza; por saúde e qualidade de vida; educação e igualdade entre os sexos; investir em energias renováveis e acessíveis; promover trabalho digno e desenvolvimento econômico, reduzindo as desigualdades; incentivar hábitos de consumo responsáveis; agir contra a mudança global do clima, pela vida na água e na Terra; e, sobretudo, buscar paz, justiça e instituições eficazes.

Ufa! Resumindo, segundo a ONU, sustentabilidade é “o atendimento das necessidades das gerações atuais, sem comprometer a possibilidade de satisfação das necessidades das gerações futuras”. Dito isso, pensamos, como pequena empresa, como podemos nos encaixar nesse processo?

Começamos por aqui com passos de formiguinha: somos um grupo de mulheres que trabalham em sinergia para o nosso bem-estar – e de todos ao redor, famílias, fornecedores, clientes -, gerando um ciclo econômico justo e de valorização do trabalho – das indústrias, dos produtores rurais, das empresas com as quais trabalhamos. Utilizamos insumos orgânicos, colaborando para o desenvolvimento da agroecologia, temos salários justos e buscamos o crescimento em conjunto.

Além disso, primamos muito pela qualidade no ambiente de trabalho e segurança alimentar, afinal, um dia-a-dia leve e saudável permite uma maior qualidade de vida e dá ânimo para que possamos alcançar a mão a quem precisa. É tudo um ciclo. É trabalhar por Pessoas, Prosperidade, Paz, Parcerias e pelo Planeta.

Muito importante nesse processo é, sim, nossa pegada de consumo. Atualmente, apenas 2,5% dos resíduos gerados no Brasil são reciclados. Em Porto Alegre, a cidade encaminha os resíduos das casas e estabelecimentos comerciais para um aterro sanitário localizado a 120 km da capital. O envio diário de 1.500 toneladas de lixo custa mais de R$250 milhões de reais ao ano, sendo o terceiro maior custo da prefeitura da cidade. Além do impacto financeiro com o envio desses materiais para aterros, deixa-se de gerar renda e emprego no beneficiamento dos resíduos, além de uma vastidão de impactos ambientais.

Por isso temos o apoio da Arco – Ações para Reciclagem e Compostagem para treinamento de colaboradores, coleta regular e correta destinação dos resíduos, mensuração dos impactos positivos e comunicação externa desses indicadores. Fazemos por aqui nossa parte, separando o lixo seco do orgânico, destinando resíduos à compostagem, realizando a destinação correta de todo lixo e fomentando o mercado e cooperativas de reciclagem de uma forma responsável

Em 2019, com a coleta da ARCO, as 58 empresas parceiras da empresa evitaram que 345 toneladas de resíduos fossem enviadas a aterros sanitários. Em média, 90% do que foi coletado virou reciclagem ou compostagem. A Hy estava nascendo, mas já estávamos nesse projeto há mais de três anos. Esse resultado é INCRÍVEL, e temos muito orgulho de fazer parte dessa história.

Outra ação de formiguinha por aqui é evitar o desperdício de materiais, utilizar embalagens recicláveis e reutilizáveis e estimular o reaproveitamento de potinhos. Pode ser para colocar temperos, para plantar mudinhas – com nossas tags de papel semente, por exemplo -, o importante é não jogar aquele insumo que ainda pode ser aproveitado no lixo de forma irresponsável.

Muitas novidades ainda estão por vir, e contamos aqui para vocês cada passo rumo a um futuro melhor – para todos. Seguimos!