Tag: proteína

Por que usamos proteína de ervilha?

A proteína de ervilha é um suplemento que tem se tornado queridinho entre vegetarianos e veganos. Mas você sabe para que ela serve?

Obtido a partir da ervilha amarela, a proteína de ervilha tem uso direto por veganos e intolerantes ao glúten, lactose e soja, pois é um produto normalmente comercializado para substituir o Whey Protein ou a Caseína na hora de escolher aquele suplemento que vai melhorar o ganho de massa muscular na academia. Fato é que a combinação dos “aminoácidos de cadeia ramificada” (BCAA) presentes na ervilha resultam em crescimento das fibras musculares, ou seja, só alegria.

Mas é muito minimalista consumi-la apenas por isso, uma vez que ela oferece inúmeros outros benefícios. Ela é ótima no pós-treino, por exemplo, pois reduz a frequência de lesões, dores e câimbras.

Outra vantagem é a alta concentração de arginina (apesar da pequena quantidade do aminoácido essencial metionina), que a transforma em um suplemento ótimo para quem quer preservar a saúde cardiovascular, pois é vasodilatadora e favorece um maior fluxo de sangue.

Para quem está no #projetovida – #projetoverão é coisa do passado -, ela ajuda também no controle de peso, uma vez que a suplementação dessa proteína resulta em uma grande sensação de saciedade, garantindo uma menor ingesta de alimentos. Perfeito, então, que esteja associada ao nosso docinho preferido, pois assim podemos comer sem culpa de exagerar.

A proteína de ervilha é boa, além disso, para o controle de colesterol, pois é pobre em gorduras saturadas e rica em antioxidantes. Ou seja, tudo de bom.

Aqui na Hy usamos proteína de ervilha em nossa linha de fudges, pois, como falamos, ela é um suplemento nutricional fantástico. Dale comer ervilha agora!

Projeto vida é o novo preto

Saco vazio não para em pé, já diziam todas as mães e avós. A verdade é que necessitamos de energia para tudo na vida, para todas as nossas atividades diárias, inclusive para dormir. A energia vem da alimentação, e quanto mais qualificada for nossa ingestão de alimentos, maior será nossa disposição para o dia-a-dia.

Importante é considerar, entretanto, que essa ingesta é proporcional ao nosso ganho de peso, se formos preguiçosos nas atividades que gastam essa energia que colocamos para dentro de nossos corpos. É matemático: o que você come vira força para tudo o que você vai fazer que exija esforço. E isso quer dizer também fazer exercícios – que são tão necessários ao equilíbrio do corpo quanto escovar os dentes e tomar banho.

Na hora de escolher o lanchinho pré-treino (ou pós, também), temos que pensar em nossos objetivos: quero apenas fazer a compensação da energia que vou despender no exercício, quero emagrecer, quero construir massa magra? Tudo faz diferença.

Aqui na Hy temos opções para todos, e isso não é propaganda, é fato: nossas trufas são pouco calóricas, têm uma quantidade limitada de açúcares e são plenas de gorduras boas, uma boa opção de energia ANTES do treino. Já nossos fudges, mais calóricos, porém, superproteicos, são uma boa pedida para o DEPOIS do treino, quando estamos dando força para a construção de massa muscular.

A proteína é a substância mais encontrada em nosso corpo depois da água – a hidratação antes, durante e após os exercícios também é fundamental. Ela está na formação dos tecidos e participa de diversas funções vitais e hormonais. Concentra-se nos músculos, ajuda a compô-los e recompô-los após o treino, por isso sua reposição é indispensável.

O Dr. Alex Cioffi, endocrinologista Mestre em Endocrinologia Adrenal, comenta que “é importante ter também proteínas, junto com carbo”, antes de treinar. Já no pós-treino, “o mais importante é ter sempre a proteína”, salienta Cioffi, e explica: “ter ou não carbo/gordura depende do objetivo da pessoa. Se for para definir, não deve ter carbo/gordura. Se for para hipertrofiar, deve ter carbo junto”, sim. Ou seja, é sempre importante ter um acompanhamento médico e/ou de nutricionista para definir os parâmetros corretos da sua alimentação.

A personal trainer e formanda em Nutrição Carol Martins, concorda: “todas as refeições devem ter proteína, carboidrato já depende da dieta de cada um”. Carol explica que “para antes do treino, o carboidrato dá energia, e a proteína é também é muito importante”, mas complementa: “no pós-treino a proteína já é essencial, para recuperação muscular”. E finaliza: “como a maior dificuldade das pessoas, quando estão buscando uma alimentação saudável, é encontrar opções com proteína e carboidrato, lanchinhos com esses dois nutrientes são bem-vindos”.

Não deixe para o próximo ano o “projeto verão” que foca em emagrecer e ficar bonitinhx para a praia. “Projeto vida” é o novo preto: hábitos saudáveis o ano todo, alimentação de qualidade, exercício físico e muito sol e lazer.